27/04/2009

Estranha atracção pelo abismo.


Benfica x Marítimo, 3-2. 30 mil na Luz viram o Benfica realizar uma excelente primeira parte, com boas jogadas de envolvimento colectivo e pressão sobre o portador da bola, chegando rapidamente ao 3-0. Contudo, e como tem sido habitual, terminámos o jogo a sofrer - mais por nervosismo próprio que pela acção do adversário. Apesar da notória falta de confiança de alguns jogadores, consigo finalmente observar uma evolução positiva na atitude colectiva da equipa, tanto na entrega ao jogo como na dinâmica ofensiva. O árbitro, Rui Costa, mostrou uma apetência especial para enervar adeptos e jogadores, mas penso que decidiu bem no lance mais difícil do encontro. No meu entender, Maxi Pereira cometeu mesmo falta (ligeira) sobre o jogador do Marítimo. Se o lance ocorresse na área adversária creio que seriamos unânimes na sua análise…

No entanto, os últimos 3 jogos deixam-me a pensar no que teria acontecido se estes jogadores, e o seu treinador, não tivessem acordado tão tarde. Perder o campeonato, e possivelmente a entrada na CL, com duas derrotas consecutivas em casa é perfeitamente absurdo e imperdoável. Urge analisar muito bem tudo o que se passou este ano porque há atitudes e comportamentos que se têm vindo a repetir, ano após ano, que têm prejudicado gravemente o clube. Consigo aceitar o azar, um dia mau ou que o adversário seja pura e simplesmente melhor; não aceito falta de atitude, displicência ou arrogância.

No final da época devemos fazer uma análise sincera de tudo o que aconteceu este ano. Desde o Benfica que venceu o Nápoles ao Benfica que perdeu com o Olympiacos. Doa a quem doer.

0 Comentários:

Publicar um comentário

A probabilidade de um comentário ser apagado é directamente proporcional à estupidez contida no mesmo.