29/06/2009

A Mística.

A mística. Algo de que muita gente fala mas poucos entendem ou sequer conseguem definir. A mística, meus amigos, a mística vê-se em cada jogada, em cada golo e em cada momento de sofrimento da nossa equipa de Futsal. O jogo deste Sábado, em Belém, para além de um autêntico hino à modalidade, serviu para demonstrar inequivocamente que as modalidades do clube são, hoje em dia, o representante máximo do velho espírito benfiquista. É nestes jogadores, a esmagadora maioria dos quais são portugueses, que encontramos a raça, a força e o querer! No entanto, há que dizê-lo, o jogo estava completamente inclinado para o nosso lado… eram 5 azuis contra 400 benfiquistas! Nestas condições, a vitória só poderia ser nossa.

Devo admitir que após o terceiro golo do Belenenses, contra nenhum do Benfica, temi que o campeonato estivesse resolvido. Contudo, este sentimento logo desapareceu quando me lembrei do jogo de há umas semanas contra o Freixieiro, em Matosinhos (vitória em penaltis depois de mais uma grande recuperação no marcador). “Porra, estes sofrem como eu; eles não vão desistir!”, pensei eu. E não desistiram mesmo. Venceram por 3 – 6 e trouxeram o jogo decisivo para a Luz quando já poucos acreditariam neste desfecho.

 

24

 

Amanhã joga-se a finalíssima na Luz (20h) e aí, espero eu, festejaremos mais um título nacional nesta modalidade. Estes rapazes merecem-no!

0 Comentários:

Publicar um comentário

A probabilidade de um comentário ser apagado é directamente proporcional à estupidez contida no mesmo.