18/09/2006

Coerência á portuguesa...

«O Sporting sempre soube distinguir o erro normal do erro grosseiro. Há, aliás, imagens na televisão que comprovam que os jogadores do Sporting que se encontravam ainda mais longe do lance que o árbitro levantaram instintivamente o braço assim que se dá a falta. Portanto, o Sporting não necessita de lições do Sr. João Ferreira sobre a diferença entre erro normal e erro grosseiro», afirma Miguel Salema Garção em declarações ao site oficial do Sporting.


Ah sim? Eu podia jurar que foi apenas há uma semana que o Sporting venceu o Nacional, marcando um golo precedido de uma falta que só o árbitro não viu. O jogo também acabou 0-1, mas para o Sporting...
Esta "coisa" da memória selectiva é um fenómeno fantástico...


0 Comentários:

Publicar um comentário

A probabilidade de um comentário ser apagado é directamente proporcional à estupidez contida no mesmo.