13/04/2009

Da Amadora à Luz... Ventos do Novo Ciclo?

Pareceu-me prematuro partir logo para uma crítica corrosiva para a exibição da equipa de futebol na Reboleira (um Estádio onde o Rui Costa viveu um dos seus mais brilhantes momentos no Benfica) quando no fundo (bem fundo) se tratou de uma vitória. Foi uma exibição pobre? Foi. O Benfica jogava contra uma equipa que não treinava há mais de uma semana? Sim. O Estrela demonstrou mais “querer” que o Benfica? Correcto. Mas no fundo (bem fundo) são apenas 3 pontos. E conquistamos. Com um penalty que não existiu, com a pior exibição da temporada mas…vencemos.
Calei-me.
Os “jornaleiros” não. Voltaram as capas “assassinas” para o Quique Flores.
Passou uma semana. O Benfica jogava (ao sol…) com a Académica de Coimbra. Um Estádio da Luz desnudado com menos de 30 mil espectadores esperava uma “vingança”. Não da derrota por 3-0 na época anterior. Não pelas declarações de jogadores da Académica que o Quique Flores afirmou estarem “coladas” no balneário para espicaçar os jogadores (curiosamente foram os próprios jogadores, e não ele, a colar….). O que a Luz esperava (eu pelo menos…) era a vingança pela…Amadora. Pela péssima exibição. E o Benfica entrou a carregar. Encostou uma Académica às cordas que numa das raríssimas oportunidades de golo… marcou.
Bola que entra, bola que não entra. Penalty que existe e não é marcado como penalty que não existe fora marcado (na semana anterior) e assim, num jogo apenas, o Benfica demonstrou o que é (foi) a sua época: irregular, infeliz, azarenta e… triste.
A Luz despediu Quique Flores com lenços brancos. Infelizmente é mais um. Mais um que passou no Banco sem sucesso. Curiosamente vejo o Camacho em 11º da Liga Espanhola com o … Osasuna e o Fernando Santos com um 2º lugar no campeonato Grego com… o PAOK. O Benfica vai permanecer (se tiver alguma sorte) no 3º lugar do campeonato português. E mais um ano abaixo das expectativas.
Posto isto, e com 6 jornadas para disputar e dando o benefício da dúvida ao plantel para que obtenha outras tantas vitórias (desejo aqui do “estamine” e de quase todos os Benfiquistas) queria partilhar convosco algumas considerações:

- Quique Flores não vai continuar. Surgem nos “bastidores” informações que Scolari já tem acordo com o Benfica. Pergunto então se esse acordo foi feito com o Rui Costa? Com o presidente LFV? O Rui Costa sabia? Concorda?

- Erros de gestão de plantel: Leo (como se explica a “dispensa” do Leo com a época a dar os primeiros passos?), Mantorras (como se explica a inversão de marcha do treinador no momento da dispensa? Ingerência presidencial?), Balboa (uma aposta pessoal de Quique que lhe saiu furada. Semelhante à de Quaresma no Inter de Mourinho…), Suazo (quando a esmola é grande o pobre deve desconfiar. Suazo era um jogador de 15 golos por época na Serie A italiana. Com que problemas físicos veio para o Benfica? Ou problemas pessoais?)

- Será possível manter o Pako Ayestaran com a partida de Quique?

- Adeptos. Levantámos a questão após Alvalade. Qual o real papel de um Adepto no apoio à sua equipa? Subscrever tudo o que um plantel ou dirigente fazem e pedem? Ou perceber que o Símbolo Benfica e a Camisola Benfica são superiores a tudo e a todos? E que a crítica faz parte do Amor a um Clube?

- Eleições. Serão apenas em Outubro. Após a candidatura do Bruno Carvalho surgem rumores de Bagão Félix. Há quem diga que o José Veiga também pondera “aparecer”. A última cartada está nas mãos do LFV. É ele quem vai decidir quem ganha as próximas eleições. O mal aqui é que ele sabe isso como ninguém. E o Rui Costa é um mero peão… Até ver…

1 Comentários:

Bunbury disse...

Bem, a julgar pelas notícias de TODOS os desportivos de hoje (que não devem ser nada inocentes) a continuidade do Quique está assegurada.

Vamos ver se consegue passar da primeira jornada do próximo campeonato...

Enviar um comentário

A probabilidade de um comentário ser apagado é directamente proporcional à estupidez contida no mesmo.