06/04/2009

Non hilum.


Absolutamente nada, é o que vale este "Benfica" de Luís Filipe Vieira, Rui Costa e "Quique" Flores. O Glorioso, esse, é apenas uma ideia bonita posicionada na mente dos seus adeptos. O que resta não passa de um fogacho de pequenos momentos em que o orgulho benfiquista parece renascer das cinzas. Infelizmente, a realidade cedo trata de nos colocar no nosso devido lugar.

Toldado pela contratação de alguns nomes sonantes pensei que esta época seria diferente. Dois jogos no princípio da época serviram para alimentar a minha (e a vossa) esperança. Nestes, o Benfica voltou a ser Glorioso; não porque venceu ambos, mas porque o fez de modo convincente, deixando os adversários rendidos à evidência da nossa superioridade. Nesse período (duas semanas) o Benfica foi, de facto, esmagador. A equipa de futebol e os adeptos eram um só, "e ainda faltam Suazo, Aimar e Cardozo", pensávamos nós. Puro engano.

Volvidos 6 ou 7 meses, e muitas exibições miseráveis depois, eis que se apresenta diante de nós aquele que representa o pior Sport Lisboa e Benfica de sempre! Se em teoria o plantel até está dotado de alguns bons executantes, a prática mostra-nos exactamente o contrário: Aimar, Reyes, Suazo, Yebda, Cardozo, Urreta, entre outros, são o exemplo mais evidente do que este clube faz aos jogadores: passado alguns meses, a mentalidade medíocre e perdedora instalada por Luís Filipe Vieira apodera-se de todos e empurra-os para uma crise de confiança de onde nunca mais conseguem saír.

Curiosamente, basta pesquisar um pouco pelos blogs e fóruns dedicados ao Benfica para identificarmos aquele que é, para os benfiquistas, o rosto do fracasso desta época: "Quique" Flores. E faz todo o sentido. Aliás, vou até mais longe: acredito que todos os treinadores que serviram o Benfica nos últimos 10/15 anos são incompetentes! Jupp Heinkes, Trapattoni, Camacho, Fernando Santos, Paulo Autuori, Toni, Ronald Koeman, Graeme Souness, Jesualdo Ferreira, Manuel José, "Quique" Flores, José Mourinho, Mário Wilson, entre outros.
Todos estes treinadores foram demitidos ou se afastaram do clube, sendo que alguns deles seguiram carreiras de enorme sucesso no estrangeiro ou em Portugal.
Conclusão: servem para todos, menos para o Benfica! Certo...

Dito isto, e contrariamente ao que LFV apregoa, estou convencido que este NÃO é o caminho que o Sport Lisboa e Benfica deve seguir. Está mais do que provado que esta equipa directiva não consegue devolver o clube à sua condição Gloriosa e, a continuar assim, é apenas uma questão de tempo até que o FC Porto tenha tantos títulos conquistados como nós.

Brevemente teremos eleições e os benfiquistas terão então a oportunidade de mudar o rumo do clube. É que este fado nós já conhecemos...

0 Comentários:

Publicar um comentário

A probabilidade de um comentário ser apagado é directamente proporcional à estupidez contida no mesmo.