30/03/2009

Obrigado, Queiroz.


Assisti ao jogo entre "Portugal" e a Suécia com a mesma distância com que vejo todos os jogos que não envolvem o Benfica. Mas nem sempre foi assim. Tempos houve em que vibrei quase tanto com a selecção como com o SLB. Infelizmente, hoje isso não acontece. A entrada sucessiva de jogadores estrangeiros, e a promessa de mais alguns, levou a que deixasse de olhar para esta equipa como uma selecção dos melhores jogadores portugueses da actualidade e passasse a vê-la como um clube. Ora, clube já tenho desde que nasci e não há espaço para mais nenhum...


Apesar deste distanciamento não perdi o sentido critico sobre a equipa "nacional" e tudo o que a envolve. O regresso de Queiroz devolveu a selecção à realidade: uma equipa de segunda linha europeia que se classifica de forma irregular para as competições mais importantes a nível de selecções...nunca as vencendo. Apesar de toda a arrogância e prepotência lusitana, é preciso não esquecer este simples facto: Portugal nunca venceu uma competição internacional.
Parece-me estranho, para não dizer absurdo, que exijam agora a rapazes como Rolando, Eduardo, Duda, entre outros, que carreguem esta amostra de equipa ao apuramento para o Mundial. Pura e simplesmente não temos a qualidade necessária para tal e, exceptuando Cristiano Ronaldo e os dois brasileiros, a qualidade média dos restantes jogadores é bastante fraca.

Sendo assim, neste momento a não convocação de jogadores do Benfica para a selecção é uma benção. Obrigado, Queiroz.

0 Comentários:

Publicar um comentário

A probabilidade de um comentário ser apagado é directamente proporcional à estupidez contida no mesmo.